como esboçar o desenho

Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

Para aprender a desenhar é importante saber fazer o esboço de seu desenho, principalmente se você imaginou algum desenho e quer colocar no papel. Neste post você vai conhecer formas de treinar seu esboço utilizando duas técnicas diferentes. A primeira técnica consiste no uso de figuras geométricas, sendo uma prática muito comum a meu ver. A segunda técnica consiste em um método, com algumas etapas, de um grande mestre de desenho chamado Charles Bargue. Ao final do post terão três exercícios que podem ser feitos para praticar um pouco o que foi aprendido.


O inicio – aprender a desenhar o esboço

Antes de dominar qualquer técnica de sombreamento, de pintura com lápis de cor ou tinta, ou ainda técnicas de desenho a carvão ou qualquer outra que você possa imaginar, deve-se aprender a esboçar seu desenho.

Qualquer um pode perceber a importância do esboço no desenho, uma vez que se você não fizer essa etapa muito bem, as formas da sua arte ficarão desproporcionais, esquisitas, com certa estranheza.


Esboço não é traço

Nesse ponto da conversa, acho importante explicar uns conceitos meus. Quando eu digo esboçar algo estou me referindo a imaginar algo e colocar as formas/contorno daquilo no papel, de forma aproximada.

Não confundir esboço com fazer o traço de algo. Quando eu utilizo esse termo, me refiro a copiar alguma imagem usando técnicas como o decalque ou um quadriculado.

Claro que você pode esboçar um desenho que você esteja vendo na tela do computador. O meu ponto aqui é que sempre que eu falar em fazer o traço de um desenho, isso vai significar usar alguma técnica para copiar o desenho com o máximo de exatidão, enquanto que quando eu falar para esboçar o desenho, será algo mais livre, imaginando algo e desenhando ou olhando para o modelo e reproduzindo.

Esclarecido isso, comecemos o post falando um pouco de como desenhar e fazer esboço usando formas geométricas, seguido de como desenhar e esboçar usando uma técnica de um certo artista.


Desenhando com formas geométricas

A forma mais fácil de se esboçar qualquer coisa, desde uma garrafa a uma pessoa, é usar formas geométricas. Essa técnica consiste em dominar, através de alguns exercícios simples, formas geométricas simples, como um círculo, um triângulo, um quadrado e um retângulo. Não precisa ir muito além disso aí não.

Uma vez desenhando bem essas formas, você já pode tentar esboçar qualquer coisa que venha a sua mente, como por exemplo, uma garrafa. Essa é uma ótima maneira de se desenhar alguma coisa que esteja em sua mente e que você não tenha um modelo ou referência. Observe o desenho abaixo.

desenho esboço garrafa 1024x504 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

Note que, na primeira foto, temos somente as formas geométricas do nosso desenho, enquanto que na segunda foto nós já temos o esboço do desenho. Na última foto temos o desenho já com alguma sombra.

Essa técnica de esboço permite que desenhemos qualquer coisa, desde que consigamos identificar as formas geométricas presentes.


Prática é tudo

Para melhorar mais e mais essa técnica, é válido treinar essas formas básicas, ir juntando elas e ir tentando compor alguns objetos ou animais. Tente fazer uma garrafa também, depois tente desenhar o rosto de um cachorro, partindo então para uma casa, e por aí vai. A prática vai fazer você desenhar cada vez melhor.

Se quiser ler um pouco mais sobre essa técnica que usa formas geométricas, esse artigo aqui explica de forma mais detalhada o que se deve fazer. Se você quer saber um pouquinho mais sobre sombras e desenho em geral, leia esse artigo aqui. Garanto que você vai aprender a desenhar melhor com esses conhecimentos =)

Prossigamos agora falando de um artista francês, chamado Charles Bargue, que desenvolveu um método para esboçar seus desenhos que eu acho muito bom. Se você não quiser ler sobre a história do cara, pule direto para o método e a parte prática clicando aqui.


Um pouco de história – Quem foi Bargue

Vamos contextualizar um pouco nossos estudos agora. Charles Bargue foi um francês que trabalhava com litografia, pintura e desenho. Esse cara viveu há bastante tempo atrás, em 1800 e sei lá quando, e desenvolveu um trabalho artístico impressionante.

Inicialmente Bargue trabalhava com litografia, que é uma técnica usada para imprimir imagens sobre o papel. Era tipo uma imagem em um carimbo, bastando pressionar o “carimbo” contra o papel para que a gravura ficasse lá.

A grande maioria dos primeiros trabalhos litográficos do Bargue foram publicados por um ateliê em Paris. Na década de 1860 ele começou a trabalhar para uma editora muito grande e famosona da época chamada Goupil. Em parceria com essa editora, o cara reproduziu obras de outros artistas da época e fez vários retratos.


O curso de desenho de Bargue

Nesse contexto aí o nosso amigo Bargue se une a outro artista, chamado Jean Léon Gérome, e juntos criam um Curso de Desenho que se baseava (simplificadamente) em observar figuras de gesso, tipo umas esculturas mesmo, e tentar passar aquilo para o papel. Bargue reproduziu as imagens, enquanto os alunos deviam copiá-las.

O trabalho do indivíduo foi tão bom que acabou influenciando pintores internacionalmente conhecidos, como Picasso e Van Gogh. É isso mesmo, esses dois aí se inspiraram no trabalho do Bargue. Vale destacar aqui que eu acredito que qualquer bom pintor é antes de mais nada um ótimo desenhista, visto que o cara tem que esboçar o quadro antes de pintá-lo. Enfim, Bargue foi um ótimo professor, e muita gente que queria aprender a desenhar já estudou Bargue.


O método para aprender a desenhar

O método ensinado por ele para aprender a desenhar consistia em observar o modelo e colocar no papel os pontos mais extremos do desenho – o ponto mais alto, o mais baixo, o mais a direita e o mais a esquerda. Depois dessa etapa, se liga os pontos, se traça linhas, se apara as pontas, se arredonda os cantos, se marca as sombras. Pronto, está feito o esboço.

Naturalmente que falar é fácil demais. Naturalmente existiam alguns exercícios bem difíceis, e fazer o sombreado desses exercícios era bem complicado. Por isso tudo, por enquanto ficaremos só no esboço mesmo.


Etapas do método

Para seguir esse método é necessário que você tenha impresso a sua referência. Se você não tiver ela impressa, você pode, ainda, olhá-la na tela do computador e ir marcando os pontos usando o programa Paint. Recomendo que você imprima a referência. Seguem os passos abaixo:


1º passo – Localize os ponto extremos do desenho

Primeiramente, vamos estabelecer um desenho para ser feito aqui. A figura abaixo tem um desenho simples, sem sombras, usado no curso do Charles Bargue. Esse é um bom desenho para começar a treinar o esboço.

aprender a desenhar modelo bargue 771x1024 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

O que precisamos fazer agora é encontrar, antes de mais nada, os pontos extremos do desenho. Marque com uma lápis H o ponto mais baixo do desenho, o ponto mais alto, o ponto mais a esquerda e o ponto mais a direita. Marque a sua referência dessa forma, e marque o papel onde você vai desenhar assim também. Observe abaixo a referência com as marcações.

aprender a desenhar modelo bargue com pontos 771x1024 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial


2º passo – Trace uma linha vertical

Trace agora uma linha vertical do ponto mais alto do seu modelo até embaixo. Deve-se fazer isso porque durante o desenho todo estaremos comparando as distancias em relação a essa linha. Observaremos como o ponto mais baixo do desenho, por exemplo, se relaciona com o ponto mais alto, através dessa linha. Pode ser traçada mais de uma linha vertical, caso o desenhista queira, em algum lugar importante do desenho, mantendo sempre as proporções.


3º passo – Veja os traços que cruzam com a linha vertical

Observe quais pontos estão cruzando com a linha vertical traçada. Marque esses pontos no seu desenho. Isso vai garantir que você mantenha as proporções do seu desenho. Essas observações sobre as relações internas do seu desenho devem ser feitas continuamente, conforme você for desenhando. A referência também deverá ser marcada.


4º passo – Trace linha horizontais e examine as relações horizontais

Após marcar os pontos na linha vertical, trace uma linha horizontal e marque os pontos na linha mesma. Tudo será feito da mesma forma: sempre que um traço tocar a linha horizontal que você traçou, marque esse lugar. Importante dizer que, se o desenhista quiser, pode fazer mais de uma linha vertical e horizontal, em lugares que sejam importantes para o desenho.

A referência e o seu desenho deverão estar mais ou menos assim, neste ponto:

aprender a desenhar modelo bargue com pontos e linhas referencia e desenho 1024x732 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

Vale ressaltar aqui que, quando você estiver desenhando seu esboço, ajuda bastante você não movimentar a cabeça. Você deve movimentar somente os olhos, de forma que o angulo da sua visão não será alterado, evitando erros.


5º passo – Ligue os pontos

Nessa etapa, seu desenho deve estar parecendo um gráfico, com uma grande linha vertical, uma outra grande linha horizontal, e muitos pontinhos. Copie o desenho, olhando sempre para a referência, ligando os muitos pontinhos que você fez.


6º passo – Marque as sombras

Nesta etapa, deve-se marcar as sombras do seu desenho. O esboço já vai estar com uma forma bem definida, faltando no máximo arredondar alguns ângulos. Uma vez marcadas as sombras, a parte do esboço termina, restando sombrear (ou pintar) seu desenho para que ele fique completo.

Nesse desenho que estamos fazendo não há sombras, logo podemos considerá-lo finalizado:

aprender a desenhar ligando pontos 768x1024 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial


Breve resumo deste tópico

O método de esboço do curso de desenho do Bargue consiste em:

  • Marcar as extremidades do desenho
  • Traçar linha vertical
  • Marcar pontos de contato com a linha vertical
  • Traçar linha horizontal
  • Marcar pontos de contato com a linha horizontal
  • Ligar os pontos, observando a referência
  • Marcar sombras


Exercícios

Não podemos esquecer que, para tudo o que foi dito neste post, devemos praticar bastante. Logo, seguem aqui embaixo alguns exercícios do próprio curso do Charles Bargue. São só alguns desenhos que podem ser feitos para treinar um pouco.

Não é necessário fazer os desenhos usando a técnica das linhas e dos pontinhos do cara, você pode fazer usando as formas geométricas se quiser também.

O importante é que saia mais ou menos igual a referência que você tem.

Além disso, você pode desenhar também referencias que você venha e encontrar na internet. Recomendo que passe as referências para preto e branco, usando algum filtro. Eu usei este site aqui para fazer isso, e achei muito bom.

Vale ressaltar, ainda, que essas técnicas de esboço são ÓTIMAS para esboçar desenhos animados, tipo o Goku (meu anime preferido para desenhar, já fiz ele assim uma vez) ou qualquer outro que você queira. Se não estiver usando referência alguma, reforço, acho melhor usar a técnica das formas geométricas. Enfim, vamos aos exercícios do Bargue.


Exercício #1

exercicios orelhas 1 829x1024 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

Esse exercício aqui eu achei interessante. Me pareceu mais fácil usar o método das linhas e dos pontos, ao invés do método das formas geométricas, já que orelhas tem muitos detalhes e uma forma bem peculiar.


Exercício #2

exercicios pé 1 708x1024 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

Esse exercício aqui dá pra fazer das duas formas muito bem. O pé me parece ser uma grande triangulo, ou talvez a composição de um retângulo com um triângulo. Você que decide como esboçar 😉


Exercício #3

bargue pernas exercicio desenhar 1 834x1024 - Aprender a desenhar: esboço, uma etapa essencial

Neste último exemplo, temos uma perna vista de costas. Mais uma vez, fica a critério do desenhista escolher desenhar usando formas geométricas ou a técnica das linhas e dos pontos. Você pode, também, misturar as duas técnicas e criar uma maneira sua de esboçar seus desenhos. Acredito que a arte não seja uma coisa exata e rígida, mas flexível e mutável. Faça como for melhor para você.


Resumo Geral e Conclusão

Neste post foi visto como aprender a desenhar e esboçar seu desenho dividindo-o em formas mais simples, geométricas, como quadrados, triângulos e círculos. Foi visto ainda a história, resumida, de Charles Bargue, artista francês que desenvolveu um curso de desenho muito popular em sua época. A técnica de esboço do Bargue era baseada em seis etapas:

  • marcar pontos extremos
  • traçar linha vertical
  • marcar pontos de contato com a linha vertical
  • traçar linha horizontal
  • marcar pontos de contato com a linha horizontal
  • sombrear.

Foram vistos ainda três exercícios: uma orelha, um pé e uma perna, ótimos de desenhar para treinar as técnicas descritas no post. Essas técnicas são ótimas para fazer o esboço, mas para sombrear é necessário dominar algumas outras técnicas, essenciais para dar um efeito impressionante em seus desenhos.

Na verdade, o esboço é só o começo. Existem técnicas para se sombrear corretamente, para desenhar pelos de animais, cabelo humano, paisagens, objetos translúcidos, e por aí vai. O esboço é só o começo. Por isso, meu caro amigo, caso tenha interesse em conhecer um pouquinho mais de tudo isso, curta, comente, compartilhe e desenhe 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Te ajudo a desenhar!