desenhar 3d

Desenhar 3D – Técnicas iniciais, Guia Definitivo

Agora você vai descobrir como desenhar bem, mas não somente isso, como dar aquele efeito 3D nos seus desenhos, conferindo profundidade e realismo à sua arte. Vai ser necessário que você se dedique bastante para alcançar resultados impressionantes, já que a prática é o melhor caminho para o domínio da técnica. Dito isso, não desista! O desenho pode ser um ótimo hobby e, também, uma boa fonte de renda extra para quem sabe fazer direito.

Se está querendo um artigo rápido e genérico, esse aqui não vai servir para você. Aqui compartilho conhecimentos detalhadamente. Leia com atenção.

Você quer desenhar bem, e dar aquele efeito 3D no seu desenho?

E se eu dissesse que isso é bem possível e não é tão difícil assim?

Pois bem, é exatamente isso o que eu diria. Seus desenhos podem ficar muito mais profissionais e impactantes, basta ler com muita atenção o artigo e praticar muito, muito mesmo.

Quando se trata de desenho, desenhar 3D é uma habilidade muito invejada. Desenhar 3d permite que o desenho fique real, dá aquela sensação de profundidade e impressiona todo mundo. Para quem quer desenhar com efeito 3D, leia o post até o final. Aqui vou dar algumas dicas valiosas sobre como dar aquele efeito 3D da hora no seu desenho.

Um pouco sobre o efeito 3D

Desenhar 3D significa dar aquela sensação de profundidade à sua arte, fazendo parecer que o desenho salta do papel e ganha vida. Acho que isso definiria muito bem o termo “desenhar 3D”. É fazer o desenho ganhar vida. Olhe por exemplo o desenho abaixo. O desenho fica mais vivo justamente por causa dessa sensação de profundidade.

Vamos devagar. Para conferir vida à sua arte, é necessário conhecer algumas técnicas básicas. Vamos a elas daqui a pouco.

desenho realista copo com agua 1 - Desenhar 3D - Técnicas iniciais, Guia Definitivo

Desenhos 3D que se encontram na internet

Você já deve ter visto por aí alguns desenhos muito impressionantes, onde a gravura realmente saía do papel. Pois é, tem gente que aplica uma técnica muito boa à arte, recorta o papel e dá aquela sensação de que o desenho está “pulando pra fora” mesmo.

Já vi também umas artes bem diferentes, onde o desenhista colocou duas ou mais folhas, uma em cima da outra, de um jeito meio torto, e fez um desenho que passava de uma folha para outra, com um efeito 3D fantástico. Tudo isso você consegue encontrar pesquisando por desenhos 3D no Google, é uma pesquisa que vale a pena, vai te dar muitas ideias legais.

Tudo isso é muito da hora, mas nada disso seria possível sem as técnicas básicas! Não adianta querer aprender técnicas muito específicas de desenho sem ter a formação mínima para executá-las.

Então, nesse ponto da conversa, você já deve imaginar que eu vou apresentar para você técnicas básicas necessárias para dar o efeito 3D aos desenhos, sem as quais seria muito difícil prosseguir. Uma coisa eu garanto: quem se dedicar bastante pode desenhar algo tão bem feito como o desenho da taça com água ali em cima, podendo criar artes ainda mais impressionantes. Basta treinar muito 😉

O mínimo que você tem que saber sobre desenhar 3D

O efeito 3D tem toda a relação com o sombreamento, ou usando um termo mais técnico, com a modelagem do seu desenho. A modelagem são os efeitos que você dá ao desenho para conferir profundidade, ou seja, são as sombras do desenho. Esses efeitos tendem a deixar mais claro tudo o que está voltado para alguma fonte de luz, e deixar mais escuro tudo o que está nas sombras.

Outra coisa importante de se ter em mente é que, geralmente, as partes do desenho que estão mais “próximas” do observador (quem está olhando o desenho) costumam ser mais nítidas, enquanto que partes do desenho mais “distantes” costumam ficar mais desfocadas, embaçadas. Estar atento a isso vai ajudar na hora de fazer um efeito 3D.

Em paisagens, importante destacar, coisas muito distantes, como montanhas e nuvens, costumam ficar bem claras ou desfocadas. Isso é importante também, se você quer desenhar paisagens =)

Devemos ficar atentos a isso agora! Você não pode esquecer que o efeito 3D vai depender muito das sombras que você vai botar no desenho! Assim sendo, existem umas coisinhas que você precisa fazer antes de sair sombreando o desenho.

Se preparando para sombrear o desenho

Primeiramente, você vai fazer o esboço do desenho. Essa parte precisa ser feita muito bem, visto que se o esboço ficar torto, mesmo com a melhor técnica de sombreamento, seu desenho vai ficar meio estranho. Faça um esboço decente! Neste artigo eu falo um pouco sobre esboço, e neste outro artigo eu falo sobre como fazer o traço do desenho. Dê uma olhada nos dois, se quiser ter uma noção sobre esboço e traço.

Uma vez feito o esboço, precisamos definir uma fonte de luz para seu desenho. Nada melhor do que fazer tudo passo a passo, então vamos treinar com formas geométricas, como o cubo abaixo.

cubo 1024x789 - Desenhar 3D - Técnicas iniciais, Guia Definitivo

Como eu dizia, temos que definir uma fonte de luz. Isso é algo completamente arbitrário! Você escolhe de onde você quer que a luz venha e todas as partes do seu desenho que estiverem voltadas para essa direção deverão ficar mais claras. No nosso cubo, eu quero que a luz venha da esquerda, um pouco de cima. As sombras ficariam assim:

cubo sombreado 1024x767 - Desenhar 3D - Técnicas iniciais, Guia Definitivo

O cubo acima mostra exatamente o que eu estou falando. A luz vem de cima, ilumina com mais intensidade as face de cima do cubo e da esquerda (que não aparece). A parte da frente do cubo não recebe tanta luz, e a face direita está completamente na sombra.

O que pode ser feito ainda nesse desenho é colocar a sombra do objeto na superfície em que ele está. Observe:

desenhar 3d cubo 1024x626 - Desenhar 3D - Técnicas iniciais, Guia Definitivo

Se você entendeu a importância da luz e das sombras no desenho, então está pronto para prosseguir. Lembre sempre que você precisa saber de onde está vindo a luz no seu desenho, e então colocar a sombras em função dessa luz.

Valores e Modelagem

O termo valor refere-se a áreas claras e escuras do seu desenho, sendo muito comumente chamado de “tom”. Os valores nos mostram a forma de um objeto em relação a uma fonte de luz. Os valores (ou tons) são afetados pela intensidade da luz que os atingem e pelo tipo de luz que os atingem (luz direta, luz difusa, luz refletida). Tudo isso somado acaba por dificultar a vida do desenhista.

O ato de representar esses valores no papel é o que chamamos de modelagem. Modelagem são as sombras, como eu disse no início do post.

Para fazer essas sombras, existem algumas técnicas, que apresento a seguir.

Três Técnicas Essenciais para Desenhar 3D

Para dar a sensação de desenho 3D, você deve conseguir sombrear bem seu desenho, respeitando a fonte de luz. A primeira técnica para fazer luz e sombras no desenho que considero relevante é o Sfumato, a segunda técnica é a Veladura e a terceira técnica é a Hachurea. Pois é, aqui somos cultos e chiques, usamos termos em línguas estrangeiras.

Sfumato

O Sfumato consiste na utilização do lápis em conjunto com o esfuminho, material de desenho que deixa tudo meio esfumaçado, embaçado. É um efeito muito usado quando se quer fazer superfícies mais lisas, pouco texturizadas. Recomendo o uso de esfuminho! Sempre tem um desenho ou outro em que cai muito bem o esfuminho. No desenho da taça com água, no início do post, várias partes foram esfumaçadas com o esfuminho. Não devemos esquecer do papel higiênico (algum bem macio, de preferência) que serve para esfumaçar áreas maiores, sendo muito efetivo nisso, e também pincéis, que podem ser usados para esfumaçar algumas áreas também. Atenção agora! Nunca usar o próprio dedo para esfumaçar nada! Nosso dedo tem gordura, e pode acabar manchando seu desenho.

Veladura

Com a ponta do seu lápis, você cobre aos poucos a superfície do desenho, em algumas áreas, com linhas suaves. Isso altera o valor sutilmente (valor são os tons claros e escuros, lembra?). O nome Veladura vem justamente do efeito que isso dá. Parece que se tem uma camada translúcida em cima do desenho. Pode ser usado em conjunto com o Sfumato. Eu pessoalmente uso muito isso quando estou desenhando rostos.

Hachurea

Por último, temos as hachuras. Hachuras são finas linhas que se cruzam, formando trançados de linhas que conferem tons mais escuros ou mais claros ao desenho. Essa técnica é muitíssimo utilizada em desenhos com nanquim. Para quem não sabe, nanquim é uma tinta, e os desenhos a nanquim ficam mais ou menos assim:

desenho a nanquim 1024x786 - Desenhar 3D - Técnicas iniciais, Guia Definitivo

Esse desenho aí em cima, a propósito, eu fiz quando tinha uns 15 anos. Tem muito tempo mesmo. Como eu não desenho com nanquim desde aquela época, é um dos poucos exemplos que eu tenho de desenho com hachuras.

Desenhar 3D – Modelando o desenho

O primeiro passo para se modelar o desenho é marcar as áreas onde se tem as sombras, de leve, com um lápis claro.

Lembre-se sempre que a borda das sombras dificilmente acabarão abruptamente, de repente, então essa marcação que você fará não representa um limite definido entre sombra e luz.

É uma área onde terá sombra, e essa sombra geralmente vai fazer uma transição gradual para a luz.

O contraste entre o escuro e o claro fará seu desenho ganhar volume e, portanto, profundidade.

Sombreie!

Uma vez marcadas as principais sombras do seu desenho, comece a escurecê-las. Nesse ponto, há quem prefira fazer uma camada mais clara primeiro, escurecendo mais depois com um lápis de gradação maior. Eu prefiro tentar chegar no tom certo de primeira, começando justamente pelas áreas mais escuras.

Não existe uma regra, já que muitos fatores vão influenciar o seu trabalho de sombreamento, como o tipo de papel que você está usando, ou os lápis que você tem disponível.

De qualquer forma, recomendo que você faça primeiro as sombras mais densas. Quando eu desenho olhos, por exemplo, depois de traçado o desenho, eu sombreio sempre primeiro a pupila – aquela bolinha preta no meio do olho – seguida da íris e sombras mais escuras. Só depois eu faço os meios-tons.

Faça os meios-tons

Meio-tom é qualquer valor intermediário entre o claro e o escuro. Nos desenhos que você for fazer pode ser que existam inúmeros meios-tons, então aconselho que, depois de marcar e escurecer as principais sombras, marque os tons intermediários e então escureça-os também.

Tome cuidado com ilusões de ótica! As vezes, um meio-tom pode parecer um tom escuro por estar perto de uma área iluminada. Um tom mais claro, por sua vez, pode parecer claro demais se estiver perto de uma zona muito escura. Não deixe isso acontecer, tenha sempre uma visão geral do seu desenho.

Use as técnicas de Sfumato para criar transições suaves entre o escuro, o meio-tom e o claro. Veja bem, tudo depende da referência do seu desenho, mas geralmente as transições são graduais.

Como usar o lápis para sombrear

Aqui temos um ponto que eu acho um pouquinho polêmico. Há um senso comum dizendo que a ponta do lápis deve ser enorme e fina, e que devemos deitar o lápis para sombrear melhor. Eu de fato faço isso, mas nem sempre. Existem situações em que usar o lápis não tão deitado, mais em pé, acaba sendo melhor. Vai depender da situação

Quando usar o lápis bem deitado

Quando usamos o lápis com a ponta bem alongada e fina, e deitamos ele para sombrear, o sombreamento fica mais fácil, já que conseguimos atingir uma área maior.

Uma característica desse método é que o sombreado fica um pouco rústico as vezes, necessitando passar muito o esfuminho depois para tentar amenizar a leve textura que fica. Se esse for seu objetivo, ótimo, é válido deitar o lápis.

Quando usar o lápis mais em pé

Sombrear usando o lápis em pé, exatamente como o seguramos para escrever, faz com que você sombreie mais devagar seu desenho. Além disso, é mais fácil acabar riscando seu desenho assim, fazendo traços onde só havia sombra.

O lado positivo de se sombrear assim é que, se você conseguir controlar o peso de sua mão, será possível fazer um sombreado muito mais refinado, conferindo certo realismo ao seu desenho. O cubo, desenhado ali em cima, foi sombreado com o lápis bem deitado. A taça, logo no início do post, foi sombreada com o lápis mais em pé.

Então o que devemos fazer sempre para sombrear bem?

O que aconselho é:

  • mantenha seus lápis bem apontados
  • mantenha seus lápis com a ponta fina
  • aponte o lápis com estilete, de preferência. É melhor do que apontadores normais

Logo, seus lápis devem ficar parecendo com esse da foto abaixo.

lapis de desenho apontado com estilete 1024x966 - Desenhar 3D - Técnicas iniciais, Guia Definitivo

Tenha em mente ainda que:

  • você deve sempre sombrear devagar
  • você deve sempre sombrear com calma e atenção
  • use as técnicas de modelagem descritas acima, em especial o Sfumato

Desenhar 3D – Resumo

Neste ponto, você viu que para desenhar 3D é necessário fazer um bome sboço/traço, e aprender a trabalhar bem com as sombras. A isso chamamos de modelagem. A modelagem do seu desenho pode ser feita das seguintes formas:

  1. Sfumato
  2. Veladura
  3. Hachurea

Algumas ferramentas são muito importantes, como o esfuminho, que vai suavizar as transições dos meios-tons para os tons escuros e claros.

O trabalho deve ser feito pacientemente, usando lápis bem apontados, de preferência com um estilete.

Caso você queira informações mais aprofundadas ainda sobre esses temas, com passo a passos bem feitos, não deixe de dar uma olhada no curso de desenho realista para iniciantes. Recomendo muitíssimo! É o melhor treinamento que temos online para quem quer ser um desenhista de qualidade. Lá você aprende:

  • a usar os materiais corretos, de forma correta;
  • como escolher os melhores tipos de papéis para seus desenhos;
  • tudo sobre a gradação dos lápis;
  • como dar volume e realismo com as sombras;
  • como criar texturas no desenho;
  • efeitos variados, como o efeito de cromado, o efeito de água, entre outros
  • técnicas, técnicas, muitas técnicas 😉
  • muitíssimos outros conteúdos relevantes na formação artística de qualquer um.

Concluindo meu amigo, se quiser um treinamento intenso em desenho, com área de membros e professores para auxiliá-lo, dá uma olhadinha no curso de desenho realista para iniciantes.

De um jeito ou de outro, não se esqueça, prática constante fará você desenhar cada vez melhor.

Gostou do post? Comente, compartilhe, desenhe 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *