Desenho gestual

5 dicas rápidas para fazer desenho gestual

Um dos melhores treinamentos para qualquer desenhista é fazer desenho gestual. Mas o que é desenho gestual? Estamos falando aqui de um tipo de desenho rápido, que visa capturar as curvas de sua referência, geralmente pessoas. Esse conceito, no entanto, é aplicável a qualquer coisa. Por ser um tipo de desenho que é feito em pouquíssimo tempo, geralmente é simples e sem muitos detalhes. Neste post apresento a vocês 5 dicas para fazer desenho gestual que, se seguidas, melhorarão muita sua habilidade de desenho, desde que você pratique bastante, claro.


Introdução ao desenho gestual

Então, continuando nosso papo, por que devemos fazer um desenho rápido, simples e sem detalhes?

Fácil responder essa. O desenho gestual é um ótimo exercício para que você desenhe mais rápido e consiga desenhar figuras fluidas.

Um dos problemas com quem gosta de desenhar é que as figuras saem muitas vezes travadas e sem vida, totalmente rígidas. O desenho gestual vem para corrigir isso, permitindo gerar imagens mais naturais e espontâneas.


Benefícios do desenho gestual

Podemos citar alguns benefícios notáveis do desenho gestual:

  • É rápido, não demora nem um pouco;
  • Você não vai se preocupar com erros: vai só aprender com eles e começar outro desenho;
  • Sua habilidade com o desenho melhorará em pouquíssimo tempo praticando desenho gestual;
  • Seus desenhos ficarão mais naturais e instintivos;
  • É um ótimo aquecimento para quem vai fazer algum desenho mais difícil;
  • Você vai, sem querer, aprender e compreender um pouco mais sobre a anatomia humana, caso faça desenhos humanos.

Como pode ser notado, os benefícios são muitos, então não tem porque não fazer desenhos gestuais. Mãos à obra.


1ª Dica – Elimine detalhes

Como o desenho gestual é simples, devemos primeiramente eliminar os detalhes.

Escolhemos nossa referência e, ao reproduzir a imagem, colocamos somente aquilo que é essencial.

Ignore roupas, elementos no rosto da pessoa (se você estiver desenhando uma pessoa), sombras e todo o resto. O objetivo aqui é captar o movimento, não detalhes!

Sendo assim, o seu desenho deve ficar mais ou menos como na figura abaixo: sem grande detalhamento, mas com o movimento muito bem retratado com poucas linhas.

desenho gestual livre - 5 dicas rápidas para fazer desenho gestual

No caso do desenho acima, eu imaginei uma pessoa naquela posição e reproduzi no papel. Não é tao difícil assim, mas com o treino a gente vai melhorando. No meu caso, comecei a fazer isso tem pouco tempo e estou pegando o jeito ainda 😉


2ª Dica – Escolha boas referências e controle o tempo

Quando você for fazer esse tipo de exercício, escolha boas fotografias como referência.

Isso vai ajudar a gente no início, já que é normal ter alguma dificuldade. Somando a isso, devemos também cronometrar o tempo, já que esse deve ser um desenho rápido, feito em minutos.

Pessoalmente tenho tentado fazer esses esboços em apenas 2 minutos, e tenho achado esse tempo ótimo.

Olhe o desenho que fiz e sua referência abaixo:

desenho gestual exemplo - 5 dicas rápidas para fazer desenho gestual

A propósito, as vezes é difícil encontrar imagens boas para fazer desenho gestual.

Por isso mesmo eu fiquei buscando em redes sociais fotografias que pudéssemos usar.

Acabei achando no Pinterest um perfil chamado Figure Drawing References, onde podemos achar inúmeras fotografias para se desenhar, como essa que usei acima. Confere lá se quiser!

Outro lugar interessante para procurar imagens para treinar desenho gestual é no Instagram, ou no Pinterest mesmo. Se você pesquisar por “yoga poses” vai encontrar inúmeras fotografias legais para servir de referência.


3ª Dica – Controle a suavidade e a tensão através das linhas

Uma coisa que aprendi esses dias é que linhas curvas e sem ângulos conferem ao seu desenho mais fluidez. É como se o seu modelo estivesse relaxado, com os músculos descontraídos.

Se você faz ângulos ao invés de curvas, seu desenho ficará mais tenso, como se a referência estivesse contraindo os músculos numa posição mais agitada ou agressiva.

Observe os dois desenhos que fiz abaixo. O da esquerda é inspirado numa pose do homem de ferro, e o da direita é inspirado numa posição de yoga.

desenho gestual 3 1 - 5 dicas rápidas para fazer desenho gestual

Percebe como que as linhas podem passar diferentes sensações ao desenho? Eu ainda estou aprendendo a fazer esse tipo de desenho e, talvez, a diferença entre linhas curvas/fluidas e linhas retas/angulosas não fique tão em evidencia assim. Pessoalmente, acho que na imagem acima dá para ver que a postura à esquerda é muito mais rígida e agressiva do que a da direita.


4ª Dica – Use vários pequenos traços no esboço do desenho

Já vi muita gente recomendando usar linhas longas para fazer desenho gestual.

Geralmente dizem para fazer linhas longas que acompanhem as principais curvas do corpo, captando assim o movimento. Linhas soltas e fluidas, sempre.

Eu pessoalmente acho mais fácil começar fazendo linhas curtas.

Minha experiência com o desenho gestual é muito recente, então posso estar precipitado em muito do que vou falar neste artigo, mas direi assim mesmo.

Faça linhas curtas! Use um lápis mais claro e faça linhas curtas e suaves.

Conforme você for fazendo várias dessas linhas, aos poucos encontrará o contorno ideal do desenho e, nesse momento, você pode fazer uma linha mais escura e marcada, se quiser.

Olhe os desenhos abaixo, que fiz em pouco tempo usando esse método.

desenho gestual yoga - 5 dicas rápidas para fazer desenho gestual

Ficou bem legal, não ficou?

A propósito, umas das melhores referências para esse tipo de desenho são fotografias de pessoas fazendo yoga. Os desenhos acima representam justamente algumas posições de yoga e, olhe só, ficou bem bonito.


5ª Dica – Comece seu desenho gestual pela cabeça

Essa última dica tem relação com uma regrinha básica de desenho de corpo humano.

Em média, o corpo humano tem 8 cabeças de altura. Isso significa que, se você desenhar uma cabeça de uns 2 centímetros de altura no papel, o corpo inteiro desse modelo terá 16 centímetros no papel.

Sabendo disso, ajuda muito começar seus desenhos gestuais pela cabeça do modelo, pois isso vai te dar uma noção do tamanho do resto do corpo, evitando assim um desenho desproporcional.

O método de Andrew Loomis para desenhar corpos humanos usa a proporção de 8 cabeças para o corpo humano. Além dessa regra, existem ainda algumas outras que podem ajudar bastante o seu desenho gestual. De forma geral, ajuda muito seguir o método de Loomis.

É válido desenhar, por exemplo, círculos no lugar das articulações de nosso corpo, facilitando assim o desenho. Geralmente desenhamos esferas na região dos ombros, joelhos, cotovelos, pulsos e tornozelos. Resumo: use todos os artifícios técnicos que você tiver, e o desenho gestual ficará bem feito.


Dica extra

Uma última dica: exagere um pouco nas formas.

Tem funcionado muito bem para mim quando eu exagero nas formas dos desenhos, quase como se fosse uma caricatura.

O truque aqui é NÃO COPIAR a sua referência, mas entender o movimento da mesma, reforçando e realçando as formas.

Por exemplo, se sua referência é uma mulher meio gordinha com a cintura fina e as pernas bem grossas, deixe bem evidente essas características. Se sua referência é masculina e está fazendo uma pose que dá destaque para o peitoral, deixando-o bem alargado, desenhe o peito do homem bem largo! Não copie: realce as características.


Resumo

O desenho gestual apresenta algumas características e vantagens, que compreendem:

  • rapidez;
  • capacidade de captar o movimento da referência;
  • permite rápido desenvolvimento e aprendizado do desenhista;
  • é um ótimo aquecimento.

Somado a isso, foram apresentadas algumas dicas com relação ao desenho gestual, que consistem em:

  • fazer linhas simples, eliminando os detalhes do desenho;
  • escolher boas referências e controlar o tempo de cada desenho;
  • usar linhas curvas e suaves para dar fluidez ao desenho e linhas mais retas e angulosas para conferir tensão;
  • esboce o desenho com pequenos traços antes de fazer o contorno principal do desenho;
  • comece o desenho gestual de pessoas pela cabeça, e use isso para medir o restante do corpo.
  • Dica extra: exagerar nas formas não é ruim, ás vezes é legal fazer desenho gestual como se fosse uma “caricatura do movimento”.

E claro, uma recomendação a mais: desenhe um pouquinho todo dia, isso vai te ajudar a se desenvolver rapidamente, e inscreva-se neste blog para receber novas dicas de desenho – é só deixar seu e-mail no campo abaixo.

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Deixe seu e-mail para receber novidades do Blog!

Tem post sobre desenho toda semana!

Pratique! Até a próxima 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *