como sombrear um desenho

Como sombrear um desenho a lápis – 11 dicas infalíveis

Desenhar de forma realista e impressionante leva anos de prática e dedicação, correto? Por isso é uma coisa difícil de se fazer, já que precisamos nos dedicar muito e dominar técnicas e mais técnicas. Nesse contexto, aprender como sombrear um desenho tem grande importância, já que o sombreamento é uma etapa importantíssima do desenho que muita gente vai encontrar alguma dificuldade.

Sem um sombreamento bem feito, o desenho perde sua aparência realista. Por isso, abaixo você encontra 11 dicas de como sombrear seu desenho. As dicas envolvem a forma como segurar o lápis, a pressão que deve ser aplicada, os tipos de lápis que você deve usar, entre outros detalhes relevantes.

Não esqueça também de baixar o E-book Introdução ao Desenho Realista, que explica técnicas de desenho realista e permite que você acompanhe o desenvolvimento de um desenho completo, além de mostrar como utilizar os principais materiais de desenho.

banner introdução ao desenho realista - Como sombrear um desenho a lápis - 11 dicas infalíveis


Introdução

Sombrear o desenho significa desenhar os tons escuros, intermediários e claros da sua arte, conferindo profundidade e realismo ao desenho.

Utilizando a definição acima, podemos dizer que existe mais de uma forma de sombrear seu desenho.

As principais maneiras de se sombrear o desenho, na minha concepção, são:

  • Esfumando, usando para isso algum material de desenho (esfuminho, papel higiênico, pincel ou até mesmo um cotonete) junto ao lápis;
  • Fazendo hachuras, que são basicamente linhas paralelas, perpendiculares ou cruzadas de alguma forma;
  • Sombreamento texturizado, que é quando você faz traços seguindo algum padrão específico, conferindo textura à superfície do desenho;
  • Sombreamento normal a lápis, que é quando você passa o lápis suavemente sobre o papel, criando tons de escuro.

Vamos agora às dicas sobre como sombrear seu desenho 😉


As 11 dicas de como sombrear um desenho

Lembre-se sempre que para sombrear devidamente o desenho você precisa se dedicar frequentemente a arte! Como qualquer técnica, prática constante é a chave para a maestria.

Desenhe todo dia se possível e experimente técnicas novas. Isso vai fazer com que sua percepção artística evolua e seus desenhos fiquem cada vez mais impressionantes.


Hachuras, sombreamento com lápis, Sfumato e texturização

Para quem está começando agora a desenhar, é muito bom fazer alguns exercícios de sombreamento com hachuras, mesmo que o seu foco seja desenho realista. Isso vai ajudar a desenvolver sua percepção.

Hachuras geralmente são usadas em desenhos a nanquim, permitindo assim criar trabalhos incríveis e bonitos demais. experimente esse tipo de técnica para sombrear e sua habilidade com o desenho vai se aprimorar muito.

Depois, comece com o sombreamento normal a lápis, onde você vai tentar deixar as sombras o mais suave possível sem usar esfuminho e nem outros materiais além do lápis.

Por fim, comece a treinar a sombrear usando a técnica Sfumato, ou seja, aplique o esfuminho, o papel higiênico, o pincel e qualquer outro material que suavize os traços do lápis. Recomendo muito que você leia esse artigo aqui sobre como usar esfuminho, para se aprofundar mais no uso desta ferramenta de desenho.

Ajuda muito fazer aquele velho exercício dos retângulos, onde você desenha vários retângulos e vai sombreando eles em degradé (mais escuro de um lado, fazendo lentamente a transição para um tom mais claro).

Ao fazer esse exercício, treine bastante com hachuras, depois com sombreamento normal a lápis, depois com Sfumato (recomendo esfuminho) e por fim criando alguma textura.

exercicios de sombra - Como sombrear um desenho a lápis - 11 dicas infalíveis

Feito isso, vamos nos aprofundar mais nas técnicas de Sfumato, nos materiais utilizados e nas formas de utilizá-los.


Lápis bem apontado com estilete

Para dar um aparência bem realista ao desenho é importante deixar as sombras bem suaves, com transições delicadas entre o claro e o escuro, com poucas exceções a essa regra.

Para isso usaremos muito o sombreamento normal a lápis, o Sfumato e as vezes o sombreamento com textura.

No caso do Sfumato e do sombreamento a lápis, ajuda bastante ter o lápis bem apontado, com uma ponta longa e fina.

lapis para sombrear - Como sombrear um desenho a lápis - 11 dicas infalíveis

Geralmente se recomenda fazer esse tipo de ponta com um estilete, já que os apontadores não deixam a ponta do lápis alongada e fina o suficiente.


Segure o lápis de forma inclinada para sombrear áreas grandes

É sempre válido lembrar que você pode segurar o lápis de forma inclinada para que a ponta dele cubra uma área maior do papel.

Isso ajuda a esfumar áreas maiores mais rapidamente, e isso é um lado positivo dessa técnica.

O lado negativo é que, as vezes, o grafite acaba fazendo umas marquinhas no papel, o que não ocorre quando você segura o lápis da forma como seguramos uma caneta, por exemplo.

Pessoalmente, eu gosto de segurar o lápis de forma inclinada no papel para sombrear áreas grandes e claras, enquanto que para áreas pequenas ou escuras eu seguro o lápis de forma normal.


Saiba quando usar lápis com pontas mais largas

Há quem diga que você deve usar somente lápis muito bem apontados, mas existe uma vantagem em usar lápis e lapiseiras com a ponta mais gasta.

As vezes, usar um lápis ou lapiseira com a ponta mais gasta vai permitir que você sombreie seu desenho de forma menos rabiscada.

Um lápis muito bem apontado pode fazer com que o sombreado fique levemente rabiscado, pedindo então o uso do esfuminho ou de outro material para amenizar esses traços.

Lápis e lapiseiras com a ponta mais grossa e gasta deixam o sombreado mais homogêneo, muitas vezes dispensando uso de esfuminho e afins.

Cuidado agora: se você usar um lápis com a ponta grossa com muita força e pressão, o papel ficará marcado e isso irá atrapalhar seu sombreado. O que você deve fazer é sempre usar a mão suavemente, aplicando pressão quando necessário mas sem exagero.


Use mais de uma técnica para sombrear

Alguns desenhos vão ter uma aparência mais esfumada, outros terão uma textura muito bem definida, outros terão áreas desfocadas e por aí vai.

Isso significa que você geralmente não vai sair esfumando todo seu desenho, ou fazendo somente um sombreado simples com o lápis.

O que geralmente se faz é misturar as técnicas de Sfumato, sombreado com o lápis e texturização.

Aplique cada uma dessas técnicas quando melhor convir para o seu desenho.


Use mais de um material para sombrear

Não se limite a um tipo de lápis e a um esfuminho para sombrear seu desenho. Experimente diferentes materiais, como por exemplo, diferentes gradações de lápis e diferentes materiais para esfumar.

Para esfumar, podemos usar esfuminhos de diferentes números, mas também um papel higiênico para esfumar áreas grandes, um pincel de cerdas curtas para esfumar áreas escuras, ou ainda um cotonete.

Experimente cada um desses materiais e veja por si mesmo as diferenças entre eles.


Diferentes gradações de lápis

Podemos usar, por exemplo, lápis H, B, 2B, 4B, 6B e até um 8B para sombrear o desenho.

Como já foi explicado em outros posts aqui do blog, os lápis de desenho possuem gradações, onde o 10H é o mais claro / duro, e o 10B é o mais escuro / macio.

gradacoes de lapis de desenho - Como sombrear um desenho a lápis - 11 dicas infalíveis

A propósito, a imagem acima foi retirada do E-book Introdução ao Desenho Realista, disponível gratuitamente aqui no site.


Diferentes materiais para esfumar

Podemos esfumar e amenizar traços e transições do desenho com um esfuminho, mas você sabia que o esfuminho tem diferentes numerações? Sabia que essa numeração é referente à grossura do bastão? Pois saiba que você pode e deve usar diferentes tipos de esfuminho para cada situação em seu desenho.

Somado a isso, você pode usar diferentes tipos de materiais para esfumar seu desenho, como papel higiênico, cotonete e pincel.

Experimente cada um deles!

Leia também este post aqui que fala de materiais de desenho. Lá você vai ter uma ideia melhor de como usar esses materiais para esfumar e sombrear seu desenho.


Não tenha medo de usar tons mais escuros

Um dos erros mais comuns de quem começa a desenhar e a sombrear o desenho é ficar com medo de fazer tons mais escuros.

O resultado é que o desenho fica todo com uma aparência meio clara, não muito impressionante.

Claro que você não vai escurecer pra caramba o desenho, a não ser que sua referência seja realmente bem escura. Use seu bom senso!

O que quero dizer é que você precisa dar contraste entre zonas claras e escuras para que seu desenho ganhe profundidade e realismo. Dito isso, não tenha medo de pegar aquele lápis 6B e sombrear uma parte ou outra do desenho.

Ao final do trabalho, olhe o desenho de longe, compare com a referência e tente ver se ficou claro demais. É muito comum fazermos desenhos clarinhos por termos receio de errar e escurecer demais. Não se importe com isso, escureça o desenho e deixe ele fantástico. Se errar a mão e escurecer muito não se importe, você com certeza ganhou experiência 😉


Muito lápis e só depois o esfuminho

Outro erro comum de iniciantes: passar um pouco o lápis e já começar a trabalhar com o esfuminho.

Geralmente quando eu faço isso o resultado é meio ruim. O que recomendo é trabalhar ao máximo com o grafite antes de esfumar seu desenho.

Claro que existem variadas formas de usar um esfuminho, e as vezes você vai usar ele sem nem passar o grafite antes. De qualquer forma, a regra geral é que você trabalhe primeiro com o lápis o sombreado do seu desenho e, só depois, comece a esfumar.

Isso é válido para outras materiais de desenho além do esfuminho!


Saiba de onde vem a luz

Um detalhe importante quando estamos fazendo o sombreamento do desenho é saber de onde vem a luz.

Dependendo de onde ela vem, devemos colocar uma sombra mais suave no desenho, ou então uma sombra mais profunda.

Além disso, ao sabermos de onde vem a luz, podemos posicionar corretamente o brilho, o meio tom, a sombra, a sombra projetada e a luz refletida no seu desenho.

Todos esses elementos vão deixar seu desenho nota dez.

Um exercício que ajuda muito é desenhar uma esfera e começar a sombreá-la. Neste exercício, fica muito aparente a luz refletida, as sombras mais profundas, o brilho e a sombra projetada.

Note que o brilho fica de frente para a fonte de luz, que a sombra fica do lado oposto e os meio tons ficam entre a sombra e o brilho. A sombra projetada pelo objeto fica também do lado oposto à fonte de luz, e a luz refletida também.

A luz refletida é um pouquinho de luminosidade que bate sobre uma superfície e retorna para seu objeto, conforme pode ser visto.

exercico de sombreamento - Como sombrear um desenho a lápis - 11 dicas infalíveis

Vale ressaltar aqui que muitas vezes a gente esquece da sombra projetada. Não faça isso, já que essa sombra pode dar uma noção de profundidade muito legal no seu desenho.


Cuidado para não saturar o papel

Dica valiosa essa para quem está começando a aprender a sombrear o desenho.

Se você passar muitas camadas de grafite, poderá acabar saturando o papel, ou seja, preenchendo todos os poros do papel com grafite e ficando incapaz de escurecer mais seu desenho.

Eu costumo cometer esse erro bastante: faço uma camada clara de grafite, depois passo outra mais intermediária e percebo que é necessário escurecer mais ainda aquela parte do desenho. Aí eu passo uma terceira camada de grafite, dessa vez um 4B ou 6B, e percebo que o papel não aceita mais o grafite direito.

Isso acontece porque eu passei varias camadas de grafite antes e agora está difícil de escurecer o desenho.

Existem algumas coisas que você pode fazer para contornar esse problema.

Comece com grafite escuro em áreas escuras

A primeira forma de evitar esse problema é usar um grafite bem escuro em áreas que você sabe que serão bem escuras.

Não há motivo para você passar um grafite H, depois um 2B e depois um 4B numa área escura que vai precisar de um 6B, concorda?

Você precisa já chegar escurecendo com o 6B, dando o tom certo de primeira. Depois você pode ir dando retoques, mas tenta botar no máximo três camadas de grafite só. Não precisa de muito mais do que isso!

Escolha bem o papel que você vai usar

Se você está desenhando em um papel sulfite, por exemplo, o papel vai aceitar menos camadas de grafite, já que a gramatura dele é bem baixa.

Para otimizar o processo de sombreamento do seu desenho é interessante estar usando papeis lisos com gramatura mais elevada.

Dependendo da marca do papel que você usa ele vai aceitar mais camadas de grafite, então atente a esse detalhe também.

Para saber mais sobre papeis de desenho, clique no link e veja quais as características desse material e também quais as melhores marcas.


Cuidado para não borrar o desenho com sua mão

Quando estamos não só sombreando, mas desenhando de forma geral, costumamos arrastar a mão sobre o papel, afinal de contas nossa mão precisa estar apoiada para que o traço fique firme sobre a folha.

Isso geralmente faz com que arrastemos a mão sobre áreas com grafite, eventualmente borrando o desenho. No caso do sombreamento, isso atrapalha muito.

Sabendo disso, podemos evitar esse problema colocando uma folha de papel sulfite embaixo da nossa mão, evitando o contato direto da nossa pele com o desenho.

Desenhe sempre assim! Vai ajudar muito seu sombreamento e traço em geral, protegendo o desenho.


Resumo

Você viu neste post 11 dicas para sombrear seu desenho da melhor forma possível:

como sombrear um desenho - Como sombrear um desenho a lápis - 11 dicas infalíveis

O que resta fazer é praticar bastante e ir aprimorando cada vez mais sua técnica.

Gostou do post? Comente e compartilhe 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Te ajudo a desenhar!